José Padilha produzirá filme sobre rapper Sabotage

A produtora Zazen, do cineasta José Padilha, vai realizar um filme sobre a vida do rapper paulista Sabotage, nome artístico de Mauro Mateus dos Santos Filho.

Orçado em R$ 9 milhões, o longa-metragem vai chegar aos cinemas em 2020, 17 anos após a morte do cantor, uma dos mais importantes do rap nacional.

Sabotage inspirou milhares de jovens ao gravar um rap consciente repleto de choques de realidade.

Ele saiu do tráfico para criar rimas sobre a vida violenta na periferia e lançou um álbum em 2000, Rap É Compromisso!. Com a carreira em ascensão, chegou a participar no filme premiado Carandiru, de Hector Babenco.

A vida do cantor foi subitamente interrompida quando assassinado em uma rua, após deixar sua esposa no trabalho em janeiro de 2003. O suspeito Sirlei Menezes da Silva tentou colocar a culpa no PCC, mas acabou condenado a 14 anos de prisão pelo assassinato do artista.

Deixe um comentário