Batman de Aronofsky não foi adiante porque estúdio quis Freddie Prinze Jr. para o papel

O cineasta Darren Aronofsky por pouco não dirigiu um filme do Batman logo no início dos anos 2000, porém o trabalho nunca saiu do papel. O projeto faria parte do Batman Ano Um, e em uma entrevista à Empire, o diretor comentou a respeito dos motivos que o levaram a não aceitar participar do projeto do estúdio.

“O estúdio queria Freddie Prinze Jr. e eu queria Joaquin Phoenix. Eu lembro de pensar ‘oh oh’, estamos fazendo dois filmes diferentes aqui”, contou o diretor.

E acrescentou: “Essa é uma história real. Eram tempos diferentes. O Batman que eu escrevi era muito diferente do tipo que eles acabaram fazendo”, em alusão à adaptação feita por Christopher Nolan.

Aronofsky foi convidado pela Warner para dirigir um filme do Homem-Morcego, após o grande sucesso de Pi (1998). A ideia inicial do cineasta, era a de adaptar o arco de O Retorno do Cavaleiro das Trevas, colocando Clint Eastwood como um Batman de mais idade no papel, mas o estúdio queria trabalhar com uma história de origem. Sendo assim, o cineasta mesmo se interessando pelo projeto acabou nunca levando o filme do Batman: Ano Um para às telonas.

Deixe um comentário