Notícias Publicado em: 06/10/2019 Às 9:34 PM
Assessor de Jair Bolsonaro crítica Coringa: “ressentimento esquerdista”
Vi nos Filmes
Assessor de Jair Bolsonaro crítica Coringa: “ressentimento esquerdista” (Reprodução)

Desde antes da estreia Coringa vem atraindo a atenção do grande público. Primeiro pela qualidade do longa de Todd Phillips, e um segundo motivo é pela violência que a produção apresenta, o que fez com que se entrasse em uma polêmica em relação ao filme.

» Siga o VINOSFILMES no Facebook e no Instagram para saber todas as notícias! «

Neste domingo (06) o assessor para Assuntos Internacionais do presidente Jair Bolsonaro, Filipe Martins, por meio de sua conta no Twitter proferiu ataques a Coringa.

O assessor resolveu comentar o que achou da produção, e então Filipe acabou falando que há um ar de “ressentimento esquerdista” no longa, e continuou comentando sobre um “mundo sem Deus”.

“Assisti Joker. É uma demonstração do que a anomia social e o ressentimento esquerdista podem fazer com uma mente perturbada; um retrato desesperador das consequências do mundo sem Deus, sem propósito, sem transcendência e sem redenção que a geração de maio de 1968 tentou criar”, escreveu na rede soscial.

Logo vários usuários começaram a comentar a publicação discordando. Então Filipe Martins escreveu novos tweets dizendo ter gostado do longa.

“O filme é muito bem feito da perspectiva artística e a atuação do Joaquin Phoenix é genial, mas o desconforto e a agonia que ele causa no telespectador lembram o incômodo e a aflição causados pelos filmes niilistas do Harmony Korine.”

Coringa estreou na última quinta-feira nos cinemas.

Obrigado por compartilhar. Assine nossas redes: